Inteligência emocional no marketing: dicas para vender mais e fidelizar clientes

Utilizar a inteligência emocional no marketing é um artifício muito útil para empreendedores que desejam melhorar seu atendimento ao cliente. Afinal, por meio dela é possível melhorar o volume de vendas e ainda fidelizar os consumidores através da relação de confiança com o público.

Com certeza você já percebeu que as emoções possuem um peso determinante na hora de vender um produto ou serviço, certo? Por isso, aprender como gerenciá-la e aplicá-la em favor do seu negócio é uma ação fundamental para atingir os objetivos de qualquer empresa.

Mas, afinal, como colocar em prática a inteligência emocional? Para ajudá-lo a entender melhor sobre este assunto, preparamos o conteúdo de hoje com incríveis dicas e informações. Saiba mais!

O que é inteligência emocional no marketing?

A inteligência emocional nada mais é do que a capacidade de identificar e administrar os sentimentos e emoções com mais facilidade. Por meio dela é possível alcançar o patamar mais avançado em relação à nossa própria performance, bem como no que diz respeito à inspiração das pessoas que estão à nossa volta.

Ainda sobre a inteligência emocional, outro ponto que merece destaque é sua capacidade de proporcionar uma perfeita leitura dos sinais e manifestações do ambiente, nos tornando capazes, inclusive, de prever situações, gerenciar relacionamentos e conduzir aqueles que estão ao nosso redor de forma muito inspiradora.

Em um cenário corporativo, ou seja, no universo do marketing e das vendas, sabe-se que indivíduos emocionalmente mais inteligentes compreendem de forma ampla tudo aquilo que as demais pessoas almejam, ou como elas respondem a determinadas situações. Sendo assim, apresentam também maior capacidade de desenvolver ações com maior sucesso no engajamento e fechamento de vendas, por exemplo.

Qual a importância da inteligência emocional?

Não é novidade para ninguém que o comportamento de compra dos consumidores vem mudando a cada ano para se adaptar às mudanças mercadológicas, sobretudo em função da economia e do posicionamento da sociedade como um todo. Com isso, os clientes tornaram-se mais minuciosos na hora de adquirir um produto ou contratar serviços.

Isso porque, nos dias atuais, questões relacionadas à responsabilidade social, por exemplo, têm um peso maior, principalmente para o público jovem. Então, temas como preservação ambiental, enfrentamento ao preconceito de cor, raça, gênero e inúmeras outras causas podem influenciar diretamente nas jornadas dos consumidores.

Para não incorrer em problemas que vão de encontro ao contexto social em que marcas e clientes estão inseridos, as ações de marketing devem propor soluções articuladas, que levem em consideração a inteligência emocional, sem abrir mão dos valores da marca. Portanto, a psicologia faz parte do sucesso de empresas que se preocupam com o alinhamento desse tipo de iniciativa.

Como usar esse recurso para vender?

Em via de regra, a inteligência emocional refere-se a habilidades que podem e devem ser desenvolvidas todos os dias, tanto nos gestores quanto nas equipes de vendas. Nesse contexto, profissionais responsáveis pelo marketing devem focar em ações que promovam o encantamento de clientes, seja gerando empatia, gerenciando o relacionamento de forma autêntica, praticando o otimismo e o autoconhecimento, mas, sobretudo, vestindo a camisa da empresa.

Confira, a seguir, algumas dicas para estimular a inteligência emocional no marketing do seu negócio agora mesmo!

  • Desenvolva compreensão emocional

A empatia é uma habilidade indispensável nos modelos de negócios, afinal, por meio dela é possível compreender emocionalmente e identificar-se com o seu público. Vale lembrar que ela nada mais é do que a capacidade de se pôr no lugar do próximo, com o objetivo de identificar suas emoções para compreender seus anseios e motivações.

Por isso, a empatia pode ser apontada também como fundamental para a inteligência emocional, tendo em vista que ela é responsável por desenvolver confiança no processo de vendas e, de acordo com alguns estudos, pode ainda inibir a prática de falsas promessas, já que essas afetam a credibilidade de qualquer marca.

Sendo assim, para influenciar positivamente no comportamento de compra do seu público-alvo, é preciso entender quais são os desejos do seu cliente, se colocando no lugar dele, isto é, praticando a empatia, pois dessa forma é possível conquistar e encantar mais clientes, além de gerar a fidelização.

  • Faça uma gestão autêntica e genuína

Com o processo de automação de vendas e marketing, é muito comum criar campanhas otimizadas para entregar mensagens de forma genérica para um grande público. Ao passo que essa é uma excelente forma de alcançar potenciais clientes, esse “distanciamento emocional” pode interferir naquilo que é mais importante para um negócio: a sua mensagem.

Para se conectar de forma verdadeira em seu relacionamento com os clientes é preciso alcançar um nível emocional desejado. Para tanto, você deve aprender mais sobre seu público, estudando as personas, aplicando técnicas e estratégias de marketing de relacionamento, apresentando histórias de sucesso e demais elementos que transmitam a resolução de problemas que foram efetivamente sanados.

Em síntese, procure criar oportunidades para que os clientes se tornem defensores da sua marca. Assim, ao criar esse tipo de conexão com os consumidores, é mais fácil obter sucesso na hora de fechar contratos, consolidar vendas, etc.

  • Seja otimista e pratique o autoconhecimento

A autoconfiança e o autoconhecimento fazem parte de importantes traços da inteligência emocional. Conforme os insucessos vão surgindo durante a prospecção de um novo cliente, é natural que nosso otimismo sofra um revés importante, o que dificulta inclusive a construção de novas ligações.

Para evitar esse tipo de situação é preciso se posicionar com ainda mais confiança. Para tanto, basta verificar os principais detalhes, a fim de minimizar erros. Pense de modo esperançoso em relação aos “nãos” recebidos. Afinal, o resultado do fracasso naquele momento pode ter sido fruto de situações adversas que não estavam ao seu alcance.

Dessa forma, você poderá reforçar o seu desejo de tentar novamente. Além disso, apesar de ser uma tarefa difícil manter-se motivado, é preciso colocar em prática o seu autoconhecimento todos os dias. 

Procure analisar aquilo que mais lhe motiva. Quais são os seus objetivos? Embora pareça algo simples, é crucial entender aquilo que mais traz motivação. Seja alcançar uma meta, conquistar melhores resultados ou ser reconhecido no seu segmento, é isso que tornará seu negócio uma referência para seus clientes.

Agora você já sabe o que é, qual a importância e como colocar em prática a inteligência emocional no marketing. Não se esqueça de compartilhar suas ideias conosco deixando um comentário abaixo.

Para saber como podemos aplicar essa e outras estratégias na sua empresa, entre em contato e agende uma reunião com nossa equipe. Acompanhe também o nosso Instagram para ficar sempre por dentro das novidades do mundo do marketing.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *