Benefícios do design thinking para pequenas empresas

A inovação no mundo corporativo está diretamente associada à capacidade de propor novas soluções para questões determinantes para o objetivo organizacional de qualquer empresa. Pensando nisso, hoje vamos falar sobre os benefícios do design thinking.

Isso é importante porque pequenos, médios e grandes empresários de diversos segmentos devem entender as vantagens desse recurso na reestruturação empresarial. Afinal, esta ferramenta pode ser um diferencial determinante na ocupação de uma posição de destaque à frente da concorrência.

Se você quer entender mais sobre como impactar positivamente o seu mercado e colocar em prática ações inovadoras, veio ao lugar certo. Neste post vamos mostrar os principais detalhes sobre essa poderosa ferramenta. Acompanhe!

Afinal, o que é design thinking?

O design thinking é um conceito aplicado para dar forma ao processo criativo das empresas. De modo geral, seu objetivo é favorecer a organização de ideias para estimular a tomada de decisão e propor formas criativas de fazer negócio.

Em outras palavras, ele ajuda a criar os elementos necessários para potencializar a geração de ideias e colocar cada uma delas em prática. Seu propósito, portanto, é realizá-lo de uma maneira mais colaborativa para aproveitar o máximo de pontos de vistas diferentes.

Na prática, essa técnica dispõe de conhecimentos atrelados às principais habilidades do designer, especialmente a experimentação, para atingir soluções arrojadas. Dessa forma, com o design thinking é possível tomar decisões mais assertivas, já que o cliente ou futuro consumidor é o foco do projeto em todas suas etapas.

Por que o design thinking é tão importante?

Um dos principais benefícios do design thinking para a sua empresa é, sem dúvida, a perspectiva de atingir um novo patamar à frente dos demais no mercado. Isso porque, ao se dispor a buscar novas soluções inovadoras, seu negócio estará também atingindo de modo mais eficiente as necessidades do seu público, que, não tão raro, não foram sequer cogitados.

Quando bem estruturado, este método pode também contribuir para que o seu negócio se adapte rapidamente às falhas cometidas, de modo que seu posicionamento em relação às mudanças se dê com maior naturalidade, minimizando os impactos nos resultados organizacionais.

Quais as etapas do design thinking?

Em via de regra, todo processo que tem o objetivo de apresentar uma solução para um problema específico deve, obrigatoriamente, iniciar-se a partir do entendimento daquilo que impede ou dificulta os resultados positivos da sua empresa.

Em seguida, é hora de avaliar as possíveis soluções e estabelecer a melhor abordagem e a forma com que as ideias serão aplicadas. Neste contexto, o design thinking pode ser dividido em 4 etapas fundamentais:

  • Imersão

O primeiro passo para colocar em prática os conceitos do design thinking é analisar todos os aspectos internos e externos que podem contribuir ou afetar a sua empresa. Para tanto, fazer uma análise SWOT, ou seja, identificar ameaças, oportunidades, fraquezas e os pontos fortes é uma ação totalmente recomendada.

Nesse sentido, é preciso não demonstrar dúvidas e incertezas, sobretudo no que diz respeito à coleta de feedbacks dos consumidores. Será necessário também avaliar o desempenho dos trabalhadores e investir em novas ações para promover uma política organizacional adequada.

  • Ideação

Como o próprio nome sugere, essa etapa é responsável por produzir ideias que sejam relevantes e, ao mesmo tempo, possam ser colocadas em prática as melhorias observadas anteriormente. Ainda, aqui é preciso coletar insights a partir das informações coletadas para assim potencializar os resultados e garantir a eficiência deste processo.

  • Prototipação

Após estabelecer ideias que apresentam maiores chances de serem bem-sucedidas, é hora de reduzir o risco de incorrer em erros. Para tanto, — antes mesmo de colocar o seu projeto final em execução — é preciso fazer testes daquilo que foi idealizado, seja através de amostragens ou da criação de protótipos.

  • Desenvolvimento

Por fim, temos a etapa de desenvolvimento. Nela é preciso colocar em prática tudo aquilo que foi planejado durante as fases anteriores. Sendo assim, neste momento deve entrar em ação também o departamento de publicidade da sua empresa, afinal, será necessário apresentar ao maior número de pessoas possíveis a solução criada, de modo que ela seja entendida e aceita pelo público-alvo do produto e/ou serviço.

Como aplicar o design thinking na sua empresa?

Agora que você já sabe mais sobre os conceitos básicos do design thinking e conferiu de perto quais são as etapas indispensáveis para ter sucesso nessa estratégia, chegou a hora de descobrir como implantá-lo na prática.

O primeiro passo, é assegurar que sua empresa adote de fato uma cultura na qual haja espaço para o desenvolvimento de ações ligadas ao design thinking. Nesse contexto, é essencial que haja um ambiente apropriado e confortável para isso, já que não oferecer condições ideais compromete diretamente a motivação, logo, cria uma barreira para o surgimento de ideias expressivas.

Quais os benefícios do Design Thinking nas empresas?

A principal vantagem do uso do design thinking dentro das organizações é a oportunidade de propor um ambiente que estimula a criatividade das equipes. Dessa forma, promove-se um maior volume de propostas que podem ser convertidas em prol da própria empresa.

Além de somar ao negócio, esta ferramenta contribui para a concepção de produtos ou serviços inovadores, permitindo o acesso a novos públicos e até mercados. Vale ainda lembrar que os custos financeiros são mais acessíveis, justamente em razão da metodologia empregada nas etapas essenciais do design thinking.

Entretanto, é necessário destacar a importância deste conceito fazer parte da cultura organizacional da sua empresa. Caso contrário, os resultados gerados podem ser menos interessantes. Por isso, a equipe é responsável direta pelo sucesso no processo de inovação.

Como você pode perceber, abandonar um modelo conservadorista na criação e, principalmente, na modernização da forma de atuação das empresas pode comprometer a eficiência e rapidez dos diferenciais competitivos exigidos pelo atual mercado — e isto, sem dúvida, vai de encontro com os principais benefícios do design thinking. Por isso mesmo, é essencial se dispor a adotar uma nova forma de trabalho e capacitação dos colaboradores.

Gostou deste artigo? Quer descobrir como a consultoria especializada pode contribuir para o crescimento da sua empresa? Entre em contato conosco e descubra mais sobre as eficientes estratégias de Marketing Digital.

Para mais dicas e novidades sobre marketing digital, fique de olho também em nosso Instagram.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *