Conheça 8 formatos de conteúdo para alavancar o seu negócio

Ao decidir investir em presença digital, é natural aplicar estratégias de Marketing de Conteúdo para potencializar resultados. Afinal, por meio dele é possível não somente gerar maior envolvimento com sua marca, como torná-la mais relevante e atrativa. Diante disso, o primeiro passo é começar a produzir os diversos formatos de conteúdo — segmentando o seu público de maneira efetiva.

Entretanto, ao contrário do que muitas empresas fazem, a produção de textos para blog, isoladamente, não é uma abordagem recomendada, apesar de ser fundamental para qualquer estratégia de marketing digital. Isso porque há uma série de formatos que podem e devem ser produzidos.

Confira, a seguir, 8 opções que você pode colocar em prática agora mesmo para melhorar os seus resultados!

Principais formatos de conteúdo

1. Blog posts

A produção de conteúdo para sites e blogs é uma prática muito comum e, por isso, trata-se do formato mais utilizado no Inbound Marketing. A grande vantagem é que nesse tipo de canal é possível inserir diferentes formatos de conteúdos ricos, como imagens, vídeos, áudios e até mesmo gifs.

Para quem deseja ocupar uma parcela importante no seu nicho ou mercado, o ideal é utilizar essa estratégia para criar conteúdos informativos, que eduquem e solucionem o problema dos seus leitores. Assim, é possível atrair maior tráfego orgânico, alcançar melhores posições nos motores de busca e, consequentemente, gerar novos leads.

2. Ebooks

Se a sua empresa deseja gerar mais leads, a produção de materiais ricos, como o ebook, por exemplo, é uma ação obrigatória para todas as empresas que investem em estratégias de marketing de conteúdo.

Seu formato assemelha-se a uma espécie de livro digital. A diferença básica, no entanto, está diretamente associada ao tamanho do conteúdo, já que, nesse caso, cada ebook deve ter em média entre 2.000 e 3.000 palavras.

Não são raros os casos em que eles alcançam facilmente o tamanho de um post para blog. Porém, trata-se de um material mais aprofundado que ainda conta com a diagramação, o que torna a leitura mais leve e produtiva.

3. Checklists

Entre os diversos formatos de conteúdo temos as chamadas listas de verificação, mais conhecidas como checklist, uma ferramenta que contribui diretamente para o acompanhamento de algumas tarefas. Com ela é possível ajudar os leitores a identificarem possíveis erros através de conteúdos que envolvem texto e aumentam a organização de processos de modo visual e bastante intuitivo.

4. Planilhas

As planilhas também são documentos muito importantes. Assim como o checklist, elas podem contribuir para que os leitores concluam as tarefas diárias de modo mais eficiente, seja na hora de estabelecer um planejamento financeiro pessoal ou criar um plano de conteúdos em determinado período, por exemplo. Além disso, o seu custo é quase inexistente, já que existem excelentes modelos prontos na internet, bastando apenas adaptá-los à realidade do seu negócio.

5. Webinars

Com o surgimento da pandemia, o número de eventos realizados a partir de transmissões online se consolidou como uma forte tendência. Nesse sentido, os webinars são um formato de conteúdo indispensável para sua estratégia de marketing.

Eles podem ser facilmente utilizados para conversar ao vivo com um grande grupo de espectadores, de forma totalmente virtual. Em outras palavras, os webinars são espécies de conferências, palestras, workshops e até mesmo chats realizados em uma plataforma virtual.

Sua utilização massiva está diretamente relacionada ao seu potencial de geração e qualificação de leads. Portanto, assim como ebooks e infográficos, eles também são materiais ricos bastante utilizados em transmissões em tempo real ou até mesmo gravados, já que podem ser disponibilidades posteriormente para o seu público.

6. Podcasts

Os podcasts são sistemas de áudio que, a cada ano, vêm ocupando uma posição de maior destaque entre os públicos de todo mundo. Considerado o novo rádio, esse tipo de programa permite a criação de conteúdos que são distribuídos via RSS, permitindo aos assinantes consumirem esse material como, quando e onde desejarem.

Por se tratar de um sistema gratuito, disponível em diferentes plataformas de streaming de áudio, os podcasts podem atingir diversas camadas da sociedade e de interesse, já que contempla muitos assuntos, sobretudo em relação à educação, saúde, entretenimento, notícias, tecnologia, negócios e as principais tendências de marketing.

7. Audiobooks

De modo geral, audiobooks nada mais são do que serviços de narração de conteúdos escritos, como áudio posts, a diferença é que eles narram o conteúdo de um ebook. Assim os leitores podem ter um conteúdo de áudio para ouvir enquanto acompanham a leitura, por exemplo. 

Investir nesse formato de áudio pode ser muito interessante, afinal, ele descomplica a vida daqueles que desejam se inteirar sobre determinado assunto, mas, por algum motivo, não podem ler um texto de maneira eficiente. Nesse sentido, basta se conectar ao audiobook enquanto dirige ou está no transporte público para acompanhar tudo sem perder nenhum detalhe.

8. Infográficos

Tornar uma leitura mais dinâmica e agradável é uma tarefa indispensável para prender a atenção dos leitores. Por isso, os infográficos são excelentes alternativas,pois promovem maior criatividade e beleza visual para os textos.

Por se tratar de um formato que coloca em evidência detalhes como dados relevantes e números, fica mais fácil abordar questões importantes de uma maneira leve. Afinal, utiliza-se cores, desenhos, blocos de texto ou demais ferramentas para destacar e explicar esse tipo de informação.

Sendo assim, além de tornar a leitura mais fácil, os infográficos tendem a viralizar melhor, pois são extremamente chamativos, logo, compartilháveis, fazendo sucesso principalmente em redes sociais como Pinterest e Instagram.

Como você pode perceber, existem diferentes formatos de conteúdo para gerar novos leads e alavancar o seu negócio a partir de estratégias de marketing de conteúdo. Agora ficará bem mais fácil ter novas ideias para criar os seus próximos conteúdos, não é mesmo?

Antes de começar a aventurar-se nesse universo de possibilidades, o mais importante é avaliar os canais em que seu público está melhor inserido. Então, utilizar imagens, áudios, textos, planilhas e ebooks se tornará mais rico e produtivo para atingir mais pessoas.

Gostou das informações abordadas neste artigo? Deixe sua opinião na caixa de comentários e conte pra gente qual tipo de conteúdo você mais gosta.

Fique de olho também no nosso Instagram e Facebook e não perca nenhuma novidade!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *