Imaginávamos que o avanço da tecnologia aconteceria de forma natural, mas a pandemia provocada pelo COVID-19 acelerou esse processo. Diversas pessoas, de uma forma ou de outra, tiveram que se transformar digitalmente. Diante disso, temos visto o aumento da venda de infoprodutos durante a pandemia.

E é fundamental compreender o que isso significa e o que ele muda nos negócios, seja ele pequeno ou grande.

A realidade em tempos de pandemia 

Reuniões online através de chamadas de vídeo, aulas a distância, trabalho home office, compras online entre outros. Todas essas ações representam mudanças no perfil do consumidor que tornaram a venda de conhecimento um negócio extremamente rentável.

Ebooks, vídeo aulas, podcasts e webinars têm atraído os olhares de quem quer desenvolver alguma habilidade e aproveitar o período de quarentena para aprender uma nova competência e melhorar seu posicionamento no mercado.

O impacto no mercado causado pelo isolamento social 

Com o isolamento social, os consumidores perceberam a necessidade de usar esse tempo para se desenvolver. Afinal, a instabilidade na economia gera medo e o medo gera movimento.

Continuar no mesmo lugar pode ser perigoso, já que o mercado de trabalho se tornará cada vez mais exigente.

Venda de infoprodutos durante a pandemia: adaptação de negócios físicos para o digital

Tantas mudanças ocorrendo ao mesmo tempo nos dão uma certeza: os negócios físicos que não levarem o seu produto para o mundo online não sobreviverão. E por que existe essa certeza? O perfil do consumidor está mudando e as empresas precisam se adaptar a essa nova demanda de venda de infoprodutos durante a pandemia.

O novo estilo de consumidor 

Uma pandemia global exige quarentena. Isso significa que a população só pode sair de casa para fazer o que é realmente necessário e os comércios fecharam as portas. Qual foi o resultado gerado?

Segundo estudos realizados pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico e a Konduto, houve um crescimento médio de 30% nas compras online, porém algumas áreas alcançaram até 180%.

As pessoas aprenderam a comprar online, a fazer exercício físico em casa e, principalmente, estudar pelo computador. A maioria dos clientes tenta adaptar os seus antigos costumes ao mundo atual.

Com mais tempo disponível e a inevitável mudança no mercado, os indivíduos tiveram que aderir à tecnologia e isso resultou no crescimento da procura por cursos digitais, pois a população está aproveitando esse tempo para se desenvolver e se conhecer, coisas que eram mais difíceis antes devido à correria da rotina.

O que esperar daqui pra frente 

É fato que o mundo como conhecemos acabou. Novos costumes, novas ideias e novos comportamentos estão surgindo. E o que nós, da Namarc, esperamos disso tudo?

Bom, o coronavírus conseguiu alterar mundialmente os aspectos sociais, econômicos e ambientais, ao mesmo tempo. Nunca na história da humanidade algo assim foi vivido.

É certo que teremos uma diminuição dos gastos nas empresas, maior produtividade dos funcionários, novas formas de trabalho, além da criação de melhores padrões de comportamento, como o reforço dos laços sociais e maior preocupação com a saúde. Além disso, podemos ressaltar também um aprendizado mais acessível e democrático.

Gostou desse conteúdo? Então continue acompanhando o nosso blog e fique de olho em nossas publicações no Instagram e no Facebook

Tags:, ,

Leave a Reply